Canais de Atendimento

NOTÍCIAS


Concreto para construir usina

A Unidade de Negócios da Supertex de Ijuí fornece desde o início do ano até agora (março de 2011) concreto para a construção da nova usina da Ceriluz Geração, na RS-155, em Ijuí, que terá uma capacidade instalada de 5,7 MW. A obra deverá ser inaugurada em agosto de 2011, na comemoração dos 45 anos da Ceriluz.

De acordo com o gerente da Unidade de Negócios da Supertex de Ijuí, Siloney Rosa Marques, esta é a maior obra atual na região de Ijuí e representa desenvolvimento. “Para a construção civil a obra significa geração de mais empregos, especialmente nesta etapa de execução. Já para a sociedade significa geração de mais energia, especialmente para famílias das comunidades rurais”, afirma.

Segundo informações da cooperativa, o grande diferencial da construção desta usina está sendo a autonomia do projeto encabeçado por engenheiros da própria cooperativa. A execução é de responsabilidades dos profissionais da cooperativa, com a consultoria da empresa catarinense.

Além do corpo técnico destas duas empresas a obra ainda conta com o conhecimento de profissionais de outras empresas terceirizadas, contratadas para executar ações específicas, fomentando o conhecimento na área, como no caso da Supertex.  “Na casa de máquinas e na barragem é importante ter um concreto de alta resistência e um plano de concretagem muito bem feito, para evitar infiltrações que podem causar problemas estruturais futuros”, exemplifica o engenheiro responsável pela obra, Juarez Bernardi.

 Sobre o cliente - A Ceriluz Geração possui hoje três usinas, duas em pleno funcionamento e a terceira em obras. A construção da usina Nilo Bonfanti, em Chiapetta, apesar de ser de pequeno porte, foi uma experiência nova na cooperativa que até então havia trabalhado apenas com distribuição de energia. Construída entre julho de 1998 e agosto de 1999, tem uma potência instalada de apenas 680 kW.

Anos depois, a Ceriluz construiu, na época, a maior usina do cooperativismo brasileiro, a Pequena Central Hidrelétrica José Barasuol, em Ijuí, que tem uma potência instalada de 13,5 MW. No corpo da barragem desta usina foi instalado mais tarde a minicentral composta por uma turbina com capacidade para gerar 830 kW, superando apenas ali a Nilo Bonfanti. Agora a cooperativa constrói a usina RS-155, em Ijuí, que terá uma capacidade instalada de 5,7 MW.

                                

                    Com informações do Portal de Notícias da Ceriluz

Ver mais notícias »